Domingo, 14 de Março de 2010

Depois de tantos dias cinzentos e de chuva, este sol parece quase um milagre. É a Primavera que se aproxima. Celebrizada por Vivaldi, Boticelli, e muitos outros artitas, é a minha estação preferida. Esperemos que o sol continue a brilhar por mais uns dias. Antes que a chuva volte. Porque certamente vai voltar. Que mais não seja para cumprir o ditado que diz, Abril águas mil...

manela


tags: ,

publicado por Naçao Valente às 18:07 | link do post | comentar | favorito

Sábado, 13 de Março de 2010

 

De volta às receitas da Quaresma lembrei-me da açorda de gambas. A açorda teve provavelmente origem na cozinha árabe. A sua simplicidade de ingredientes e de preparo, fazem deste prato um recurso a usar em qualquer refeição: da mais básica à mais elaborada.

No Alentejo a açorda quer-se com caldo. Já no Algarve, o pão fica todo desfeito, em papa. Essa é a minha versão favorita.

A base de qualquer açorda é o pão. Mas não um qualquer, o alentejano é o único a dar-lhe a textura e sabor que espero numa açorda que se preze.

Vmaos à receita. Com uma varinha triture uma cebola grande e dois alhos. Use a varinha, pois então! Tradição tem limite e não vale a pena chorar por tão pouco...

Leve ao lume a cebola com azeite, folha de louro e água. Depois de cozer um pouco a cebola, junte o pão e um pouco de coentros. Se não tiver substitua por hortelã ou poejos. Deixe o pão absorver o líquido e se for preciso acrescente mais água. Quando estiver quase no ponto, junte as gambas sem casca, mas com cabeça. Deixe cozer, mas não em demasia, não vão as gambas ficar duras. Rectifique os temperos (sal, pimenta). Junte um ovo, coentros picados e sirva. 

Não se esqueça de um bom vinho alentejano para acompanhar.

manela

 



publicado por Naçao Valente às 17:52 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 10 de Março de 2010

Os lenços de namorados eram de um tempo em que o namoro era feito à janela ou nos bailaricos. A conversa entre moços e moças era discreta, cheia de códigos e segredos. Hoje o telemóvel e os sms invadiram a vida amorosa da mocidade. E o twitter. Ou o facebook. Já não se procura o segredo. Prefere-se publicar. Anunciar ao mundo quem é o novo objecto de paixão...

Lenços de namorados...  só para decoração!



publicado por Naçao Valente às 18:06 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 9 de Março de 2010

A alfazema ou lavanda, sempre foi muito usada par perfumar a roupa e a casa. Faziam-se pequenas almofadinhas de linho bordado, que se punham nas arcas ou nas gavetas. A minha versão é mais simples e com monograma.

As letras há muito que são usadas para marcar peças de vestuário. Nos lenços de namorados do Minho, os versos bordados reproduziam a fala do povo, no que tinha de erro e de encanto.

Bai carta feliz buando

no bico dum pasarinho

cando bires o meu amor

dale um abraço e um veijinho.

Adoro o desenho das letras, as suas formas arrebicadas e linhas que se reinventam. Aqui pode encontrar uma grande colecção de monogramas em ponto cruz ou ponto pé-de-flor.

manela



publicado por Naçao Valente às 21:00 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 7 de Março de 2010

 

Sempre gostei de gatos. Mas à distância. Como morávamos num andar pequeno, ter um felino a passear pelos quartos, arranhar os cortinados ou assaltar a comida na cozinha, não fazia parte do lar imaginado por minha mãe. E assim me limitei a gatos de louça. Ou bordados. Como este de Marie Thérèse Saint-Aubin, tirado de "Chats au point croix". A imagem de baixo foi encontrada na net. Mas certamente é de um gato sonhador.

manela

 



publicado por Naçao Valente às 08:11 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 5 de Março de 2010

 

Ontem o google tinha na sua página inicial a referência ao nascimento de Vivaldi, ocorrida há 332 anos. A primeira vez que ouvi "As 4 estações" foi num rádio de válvulas, cortesia da então Emissora Nacional. Hoje prefiro os concertos de bandolim. A "Madeira mandolin orchestra" tem este video no youtube. Aprecie.

manela

 



publicado por Naçao Valente às 08:40 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 3 de Março de 2010

 

 

Há uns tempos encontrei este vaso de barro. Adorei a forma. Mas não a cor. Umas tintas depois, ficou com este aspecto acobreado. Vai bem com as rosas amarelas.

manela

 



publicado por Naçao Valente às 18:07 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 2 de Março de 2010

 

O ponto cruz é uma forma de bordado muito antiga. Os Mouros terão trazido para a Península Ibérica o "blackwork", uma técnica de bordado que fazia o preenchimento do tecido com linha preta, usando desenhos geométricos. Catarina de Aragão, mulher de Henrique VIII, levou esta técnica para a Inglaterra, onde se desenvolveu. Os "samplers", mostruários de pontos de bordado, promoveram esta arte durante os séculos XVII e XVIII. Já no século XIX o meio ponto tornou-se na moda entre as bordadeiras: a execução era mais rápida. Mas a industrialização e as duas guerras mundiais puseram as mulheres a trabalhar fora de casa. O bordado tornou-se um passatempo cada vez menos apreciado. Nos anos 60 e 70 o "flower power" e os movimentos hippies recuperaram o bordado e o crochet. Hoje a internet está cheia de blogs, forums, sites, sobre ponto cruz. O bordado não morreu. Renovou-se.

Bordado a duas cores com esquema encontrado na internet.

manela 

 



publicado por Naçao Valente às 22:15 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 1 de Março de 2010

As rosas são flores mágicas. As cores são um bálsamo para a vista e o perfume, um encanto para o olfacto. Na simbologia das flores, as rosas cor-de-rosa significam gratidão e estima. O que sentimos pelos amigos que nos tratam bem.

No imaginário popular as rosas estarão sempre ligadas à rainha Santa Isabel, a piedosa e amiga dos pobres. Que foi também a apaziguadora de conflitos entre o marido Dinis e o filho Afonso. Cá para mim, só por isto já tinha a mercê do céu e da santidade...

manela 



publicado por Naçao Valente às 15:56 | link do post | comentar | favorito

Espaço de Manuela B e dos seus trabalhos
mais sobre mim
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30


posts recentes

Renda com pano bordado

Caixa

Bordado com renda

Outono?

Viagens gastronómicas - ...

Mar revolto

Doce de melão e amêndoa

Regresso ao passado

Vida doce

O pão

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

a guerra das rosas

abril

açorda de gambas

adeptos

agatha christie

alberto caeiro

alcobaça

alentejo

alfazema

alfineteiro

andorinhas

anjos

arroz de pica no chão

arroz de sangueira

arte contemporânea

autoridade

avó

bacalhau

bandolim

barro pintado

batatas com chouriço

beverly shipko

bolinhos de gema

bolo de chocolate

bolo de chocolate e iogurte

bolo de limão

bolo de maçã

borboletário

borboletas

bordado

bordados

café

cafés

caixa

camané

camões

carving

cataplana

cataplana de corvina

celia pike

chá

chá e cultura

chefe silva

chitas

choquinhos com coentros

chuva. gene kelly

coats e clark

coelho assado

coelho com tomilho

compotas

crochet

crochet. internet

decoração de mesa

decoração de pratos

decoupage

decoupage em vidro

deus

dia de reis

digital scrap

doce de abóbora com amêndoa

doce de amora e pêssego

doce de ananás com gengibre

doce de melão e amêndoa

doce de melão e pêssego

doce de pera e uvas

doce de uvas com pêssego

embrulhos

enterro do entrudo

esparguetada de frango e orégãos

especulação

fábricas de alunos

fado

felicidade

filet

flores

frango

fred astaire

gargalhada

gatos

ghiaroni

govaert camphuysen

grão

ilustrações botânicas

internet

joana vasconcelos

lenços dos namorados

natal

páscoa

ponta de crochet

ponto cruz

primavera

projectos

provérbios

quadros com renda

quaresma

receitas

receitas de verão

renato parolin

rosas

viagens

todas as tags

favoritos

Leoas são elas

...

A detenção de Michel Plat...

Fotografia com história d...

Pessoa, oitenta anos depo...

Estou na lua

Um país sem população

CONCURSO: GATO DE OURO 20...

A gata tem sete vidas...

Como eram duros os trabal...

links
participar

participe neste blog

blogs SAPO
subscrever feeds