Domingo, 30 de Maio de 2010

Mãos ociosas têm maus pensamentos.

Era por essas e por outras que eu ocupava o tempo a fazer crochet. Esta é mais uma daquelas peças que a minha mãe tanto gosta de pôr em cima da mesa. Feita há mais de 20 anos, ainda hoje continua aos seus cuidados. E ela dá-lhe o carinho e tratos que as minhas mãos apressadas já perderam. É um verdadeiro anjo das rendas...

manela


tags: ,

publicado por Naçao Valente às 16:39 | link do post | comentar | favorito

Sábado, 29 de Maio de 2010

O frango é muito versátil. Presta-se a diferentes tipos de cozedura e vai bem com quase tudo.  Esta é a receita da Teresa, para um prato de forno que combina esparguete e frango.

Coze-se o esparguete em água temperada de sal. Depois de cozido ao dente e escorrido. tempera-se de azeite e orégãos. Desfia-se um frango assado no churrasco e faz-se molho bechamel. Polvilha-se um tabuleiro de ir ao forno com pão ralado. Põe-se uma camada de esparguete e por cima o frango desfiado. Polvilha-se com 100 g de queijo mozarela ralado, leva outra camada de massa e outras 100 g de mozarela ralado. Cobre-se com molho bechamel, polvilha-se com pão ralado e remata-se com pedacinhos de margarina, para o pão ralado ficar tostadinho. Vai ao forno a gratinar. Serve-se com saladas de alface e de tomate, este polvilhado com orégãos.

manela



publicado por Naçao Valente às 20:50 | link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 28 de Maio de 2010

Os homens nascem livres e iguais. Estes princípios encontram-se definidos em muitas leis. Estiveram na origem de guerras e revoluções. Mas para a maioria do cidadão comum são uma meta a atingir, não uma realidade.

Somos todos iguais. Nas oportunidades, mas não no sucesso. Para ser bem sucedido há que trabalhar. Há que ter a vontade férrea de escolher um objectivo e procurá-lo. Aproveitar as oportunidades, mas sem esquecer que algumas estarão para sempre longe das nossas capacidades. Nem todos podemos ser doutores ou engenheiros. Talvez kant tenha razão e a procura da felicidade seja o que nos move. Todos podemos tentar ser felizes. Porque o princípio da igualdade na felicidade ainda não está circunscrito à lei, talvez a possamos encontrar. Num sorriso. Num amigo. Perto de si.

Procure. Vai ver que não custa nada...

manela



publicado por Naçao Valente às 20:17 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 25 de Maio de 2010

Gosto muito de choquinhos. De preferência passados na frigideira, com alho e coentros. Quando se usa os congelados, o truque é cozê-los primeiro em água temperada de sal e com umas folhas de coentros, para ficarem macios.

Numa frigideira leve ao lume alho e coentros picados e azeite. Deixe cozer o alho sem queimar. Junte os choquinhos, tempere de sal e pimenta. Deixe cozinhar. Se for necessário acrescentar líquido, que seja a água em que cozeu os choquinhos. Sirva com batata cozida e salada.

Esta preparação de choquinhos também se pode transformar suma salada: depois de mornos ou frios, misture os choquinhos com grão cozido, cebola picada e sirva. 

manela



publicado por Naçao Valente às 10:34 | link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 19 de Maio de 2010

Consta que Kant (1724-1804) adorava café. Parece que se limitava a consumi-lo misturado com chá, porque acreditava que o café tinha substâncias nocivas à saúde. É dele a frase: a amizade é semelhante ao café, depois de frio não se pode voltar a aquecer sem perder parte do seu sabor.

O hábito de beber café levou à invenção dos cafés como espaços de convivialidade. Na Europa surgiram no séc. XVII e eram locais de encontro para os homens: as mulheres estavam excluídas...

Era nos cafés que se discutiam as ideias revolucionárias, os negócios, ou simplesmente os últimos escândalos da sociedade. Alguns cafés históricos ainda resistem como o Nicola em Lisboa ou o Majestic no Porto. Mas hoje são, acima de tudo, espaços de património que queremos preservar para turista ver. Continuamos a ir tomar café à pastelaria da esquina. Mas as discussões ficam para outros espaços: a net e as redes sociais on line. Se Kant nos visitasse hoje, continuaria a gostar de café?

manela


tags: , ,

publicado por Naçao Valente às 16:29 | link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 18 de Maio de 2010

A tulipa chegou à Europa no séc. XVI e tornou-se uma paixão para os holandeses. Eram um produto de luxo, símbolo da melhor posição social.

No início do séc. XVII, a tulipomania atingiu proporções catastróficas. Os preços dos bolbos dispararam e as espécies mais raras podiam custar fortunas: consta que um "semper augustus" chegou a valer tanto como 5 hectares de terra!

A especulação tomou conta do negócio das tulipas. Mas depois da euforia dos preços altos, veio a depressão do mercado, cheio de bolbos que ninguém queria comprar.

Impossível não procurar semelhanças entre a tulipomania e a crise que nos aflige. Uma coisa é certa: as crises vão e vêm mas tulipas continuam a fascinar-nos. Que mais não seja, graças a Alexandre Dumas e à sua "Tulipa Negra".

manela



publicado por Naçao Valente às 17:45 | link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 14 de Maio de 2010

No tempo das nossas avós as receitas eram assunto de família. Passavam de boca a ouvido, guardadas do mundo. Ou escreviam-se em cadernos adormecidos nas gavetas dos naperons de renda.

As revistas de culinária mudaram esse mundo. Especialmente a Tele culinária  lançada em 1977. No editorial do primeiro número o Chefe Silva prometia "pratos e sugestões o mais económicos possível, de fácil confecção e explicados muito detalhadamente". E cumpriu. Ao longo dos anos as receitas da sua revista tornaram-se êxitos que mantiveram a marca de sucesso garantido à mesa.

A internet voltou a mudar tudo. Hoje, antes de folhearmos revistas amarelecidas e poeirentas, preferimos clicar no rato e abrir o portal do mundo. Mas a troca de receitas com colegas e amigas continua a ser uma fonte de novas experiências. E saborosas...

Esta é a receita da tarte da Alice, partilhada numa pausa do trabalho. Leva-se ao lume 2 pacotes de natas, 1 lata de leite condensado, 1 casca de limão e 1 pau de canela. Deixa-se engrossar um pouco. Tira-se do lume e juntam-se 3 gemas e algum leite. A mistura deve ficar cremosa. Forra-se uma forma de tarte com massa quebrada (pode ser de compra). Pica-se o fundo com um garfo. Deita-se por cima o creme e leva-se ao forno a cozer até ficar dourada.

manela

 



publicado por Naçao Valente às 11:34 | link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 13 de Maio de 2010

Li Xiaofeng é um artista chinês que usa loiça partida para construir peças de vestuário. Mas não é uma loiça qualquer: são cacos de peças Ming e Quing azul. Ou seja, têm um passado histórico. Li Xiaofeng deu-lhes nova vida. Deixaram de ser lixo de luxo para alcançarem o estatuto de arte. E o mais interessante é que as peças podem de facto ser vestidas!

Mas loiça partida leva-me a pensar nos dias de sobressalto que vivemos hoje. Porque as crises são sempre os mesmos que as pagam. Só não sabemos quem enricou. Apetece mesmo partir a loiça...

O pior é que duvido que destes "cacos" resulte alguma arte.

manela

 



publicado por Naçao Valente às 07:12 | link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 10 de Maio de 2010

Fred Astaire nasceu faz hoje 111 anos. Sem o look do galã clássico, conseguiu a proeza de se tornar num ícone do cinema. A sua imagem de marca era a graciosidade de movimento que fazia os passos de dança parecerem tão fáceis...

Duma extrema elegância, o seu estilo clássico ainda hoje tem seguidores.

Será para sempre o par de Ginger Rogers que as mulheres invejavam: o gentleman das fitas a preto e branco.

 

 

 

 

 

 

 

manela



publicado por Naçao Valente às 18:20 | link do post | comentar | favorito

Domingo, 9 de Maio de 2010

Depois de dias maravilhosos, voltou a chuva. Que parece continuar na próxima semana...

Esperemos que se cumpra o ditado: Maio pardo e ventoso faz o ano formoso.

manela



publicado por Naçao Valente às 18:02 | link do post | comentar | favorito

Espaço de Manuela B e dos seus trabalhos
mais sobre mim
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30


posts recentes

Renda com pano bordado

Caixa

Bordado com renda

Outono?

Viagens gastronómicas - ...

Mar revolto

Doce de melão e amêndoa

Regresso ao passado

Vida doce

O pão

arquivos

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Setembro 2009

Agosto 2009

tags

a guerra das rosas

abril

açorda de gambas

adeptos

agatha christie

alberto caeiro

alcobaça

alentejo

alfazema

alfineteiro

andorinhas

anjos

arroz de pica no chão

arroz de sangueira

arte contemporânea

autoridade

avó

bacalhau

bandolim

barro pintado

batatas com chouriço

beverly shipko

bolinhos de gema

bolo de chocolate

bolo de chocolate e iogurte

bolo de limão

bolo de maçã

borboletário

borboletas

bordado

bordados

café

cafés

caixa

camané

camões

carving

cataplana

cataplana de corvina

celia pike

chá

chá e cultura

chefe silva

chitas

choquinhos com coentros

chuva. gene kelly

coats e clark

coelho assado

coelho com tomilho

compotas

crochet

crochet. internet

decoração de mesa

decoração de pratos

decoupage

decoupage em vidro

deus

dia de reis

digital scrap

doce de abóbora com amêndoa

doce de amora e pêssego

doce de ananás com gengibre

doce de melão e amêndoa

doce de melão e pêssego

doce de pera e uvas

doce de uvas com pêssego

embrulhos

enterro do entrudo

esparguetada de frango e orégãos

especulação

fábricas de alunos

fado

felicidade

filet

flores

frango

fred astaire

gargalhada

gatos

ghiaroni

govaert camphuysen

grão

ilustrações botânicas

internet

joana vasconcelos

lenços dos namorados

natal

páscoa

ponta de crochet

ponto cruz

primavera

projectos

provérbios

quadros com renda

quaresma

receitas

receitas de verão

renato parolin

rosas

viagens

todas as tags

favoritos

Pessoa, oitenta anos depo...

Estou na lua

Um país sem população

CONCURSO: GATO DE OURO 20...

A gata tem sete vidas...

Como eram duros os trabal...

links
participar

participe neste blog

contador

contador
links
blogs SAPO
subscrever feeds